Ihr Webbrowser ist veraltet und wird von Microsoft Windows nicht mehr unterstützt. Aktualisieren Sie auf einen neueren Browser, indem Sie eine dieser kostenlosen Alternativen herunterladen.
Mais do que nunca, o grande público britânico está a dar preferência a produtos alimententares à base de plantas como Flora Plant.

De acordo com uma pesquisa da Vegan Society, o número de veganos na Grã-Bretanha quadruplicou entre 2014 e 2019 para cerca de 600.000. Mas é o aumento do 'flexitarismo' - pessoas que adotam hábitos alimentares e de compra mais veganos e vegetarianos - que realmente se destacou.

Uma pesquisa da Mintel mostra que as vendas de alimentos sem carne aumentaram 40% entre 2014 e 2019 e que quase um quarto dos britânicos agora bebem alternativas ao leite não lácteos. Como nação, estamos a mudar, mas mais importante, estamos a abraçar essa mudança.

Os principais supermercados dedicaram seções inteiras a produtos veganos e, em dezembro de 2019, a Waterstones forneceu 9.030 livros com a palavra 'vegan' no título. Para colocar em perspectiva, em agosto de 2018, tinha apenas 944.

Isso é claramente mais do que uma moda passageira. Então, por que razão está a acontecer? Por que razão uma dieta baseada em vegetais, de repente, é tão atraente?

Primeiro, tem benefícios ambientais. Numa era cada vez mais consciente ecologicamente, ser amigo do o planeta é um dos nossos maiores motivadores e temos o orgulho em dizer que um bloco de 250g de Flora Plant tem metade do impacto climático de um bloco de 250g de manteiga de leite *.

Em segundo lugar, mas definitivamente não menos importante, os alimentos vegetais são deliciosos. Podes usar Flora Plant, que é feito de ingredientes 100% naturais, tal como usarias manteiga de leite - para cozinhar, assar, fritar e barrar - para ajudar o planeta enquanto desfrutas do sabor cremoso e amanteigado .

* Com base em avaliações comparativas do ciclo de vida revisadas por pares conduzidas pela Quantis em 2020 da FLORA PLANT em comparação com a manteiga de leite no Portugal. Para obteres mais informações, consulta o nosso artigo sobre pegada de carbono